Síndrome de Burnout: saiba identificar os sinais.

Mal atinge profissionais de diversas áreas, incluindo os motoboys.

Quarta, 22 de junho de 2022


Muito se fala que o estresse é o mal do século, pesquisas mostram que o Brasil apresenta níveis altíssimos desse problema. Para se ter uma ideia, segundo dados recentes da International Stress Management Association (Isma-BR),72% dos brasileiros sofrem com algum tipo de estresse e três em cada sete trabalhadores podem já ter apresentado sintomas da Síndrome de Burnout sem saber!

Mas você deve estar se perguntando: Mas que síndrome é essa? Síndrome de Burnout, também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional, é um distúrbio psíquico causado pela exaustão estrema, relacionada ao trabalho.

Pode atingir qualquer profissional, em qualquer área, mas é muito comum em pessoas que trabalham sob pressão constante, como médicos, professores, publicitários, policiais e mais recentemente os motoboys.

Com o trânsito caótico das cidades, a pressão com prazos e rapidez nas entregas, os motoboys também ficam muito propensos a sofrer com o Burnout.

O profissional que desenvolve essa síndrome sente como se o trabalho fosse um fardo muito pesado, que deixa de ser prazeroso e gratificante, e se transforma em uma atividade dolorosa, que gera sofrimento. Vale dizer que nesses casos alguns sintomas são bem comuns, como prejuízos de memória e concentração, queda na produtividade, pressão alta, irritação e oscilações frequentes de humor.

Para a Dra. Maristela Barcellos Cardozo, psicóloga clínica e perita de trânsito, é importante estar atento aos sinais de alerta, como:

  • Dor de cabeça frequente;
  • Alterações no apetite;
  • Insônia;
  • Dificuldade de concentração;
  • Sentimentos de derrota, desesperança, fracasso e insegurança;
  • Negatividade constante.

Ele ressalta, que quando a doença se manifesta é fundamental a ajuda de profissionais da saúde, como psicólogos, terapeutas e psiquiatras.

O especialista dá algumas dicas preventivas que podem reduzir os fatores que desencadeiam o problema:

  • Trabalhe no seu limite, não assuma tarefas que não conseguirá cumprir.
  • Fique atento à sua saúde, alimente-se bem, pratique atividades físicas, tenha uma boa noite de sono.
  • Organize sua rotina e as tarefas diárias.
  • Seja receptivo e aberto ao trabalho em equipe.
  • Aprenda com seus erros, afinal eles podem acontecer em qualquer atividade.

TAGS desta postagem

voltar